Gastronomia Viagens

27/10/2017

Preparamos um roteiro gastronômico em Salvador, boas opções além da comida regional!

 

Preparamos um roteiro gastronômico em Salvador com o melhor da culinária da cidade. A TV Sommelier foi conferir pra você o que a cidade tem de melhor na gastronomia.

Foram 3 dias de sabores diversos de várias partes do mundo com a criatividade e tempero de chefs que esbanjam talento na boa terra.

Ko Phai

Nossa primeira parada foi no Ko Phai, do chef Vinicius Figueira. Eles possuem um festival no almoço e no jantar onde é possível provar o melhor da gastronomia oriental.

Ko Phai – Peças servidas no festival – foto: Dini Sant’ Anna

Uma reunião das receitas que representam a tradicional e moderna culinária do Japão, Tailândia e Índia.  Pratos de arroz e de molhos, sopas, massas, makimonos, sushis, temakis, sashimis, robatas, pokes, entradas e sobremesas.

Vamos aos pratos tailandeses! Esse é o Mussaman Curry, lâminas de Cordeiro, refogadas ao leite de coco, curry Mussaman, cebola, batata e amendoim! #tailandês #salvador

Publicado por TV Sommelier em Quinta-feira, 12 de outubro de 2017

 

Para curtir o fim de tarde, tempo para um drink no terraço do Golden Tulip e a deslumbrante vista do pôr do sol na praia no Rio Vermelho. Um relax para a noite que seguiria em grande estilo.

Pôr do Sol do terraço do hotel Golden Tulip no Rio Vermelho – foto: Dini Sant’ Anna

 

La Pasta Gialla

 

Fomos conhecer o La Pasta Gialla, que fica no bairro da Pituba.

A tradição que se espalha por dezesseis restaurantes no Brasil é fiel aos sabores italianos mais legítimos, fazendo jus ao slogan “ tão italiano quanto a Itália”.

Os chefs Sérgio Arno e o sócio e cunhado Marcelo Reis Lauriano oferecem produtos de excelência, com um toque da região da Toscana.

Como entrada, uma Burrata divina, irretocável. Dos pratos principais, experimentamos o Gnocchi com Costeleta de Cordeiro e o maravilhoso Tagliatelli.

 

Dos pratos principais, experimentamos o Gnocchi com Costeleta de Cordeiro.

E destaque para o maravilhoso Tagliatelli.  A massa é feita de maneira especial, dentro de uma peça de queijo Grana Padano.

Tagliatelle preparado no Grana Padano!! Cremoso! #salvador #pasta #massa #comidaitaliano Como Comunicacão

Publicado por TV Sommelier em Quinta-feira, 12 de outubro de 2017

 

Encerramos assim a primeira noite no melhor estilo italiano.

 

Barraca do Lôro

 

A praia não poderia ficar de fora deste roteiro gastronômico. A praia do Flamengo é uma das poucas que ainda possuem barracas com restaurantes.

Nossa parada foi na Barraca do Lôro. A brisa e a água do mar na temperatura ideal, nos proporcionaram um dia agradável.

E para completar, o vermelho, peixe famoso na região, acompanhado de roscas, sim, em Salvador chamam as caipivodkas de roscas.

Barraca do Lôro, Praia do Flamengo – foto: Dini Sant’ Anna

 

Sagaz

 

Como dissemos a nossa proposta neste roteiro foi conhecer a gastronomia de Salvador, além da culinária regional.

E foi no Sagaz, do chef Gabriel Lobo, que encontramos um sabor espanhol com toque baiano.

Gabriel Lobo é um jovem chef de cozinha que criou o menu inspirado nos antepassados e aprendizados na Espanha.

Uma das delícias servidas na casa é o Polvo a lá Gallega (Polvo com batatas e páprica defumada).

Para acompanhar, a sangria de espumante e a sangria de vinho tinto.

Sagaz, sangria de espumante – foto: Dini Sant’ Anna

Também provamos o Gamba a La Gabardina (camarão empanado na massa de cerveja fermentada).

O cardápio do Sagaz tem tapas (petiscos) e pintxos (petiscos sobre torradas) cheios de originalidade.

Para finalizar, a tradicional Paella. A receita herdada de sua  “Abuela” (avó), faz grande sucesso entres os clientes.

 

Espaço D’ Veneta

 

E nosso passeio pelos restaurantes de Salvador não parou  por aí.

Partimos para uma região tradicional da cidade, frequentada menos por turistas e mais por seus moradores.

No bairro de Santo Antônio além do Carmo, próximo ao Pelourinho, fica o Espaço D’Veneta.

Instalado num casarão de arquitetura colonial barroca brasileira, o Centro Cultural passa despercebido por quem não conhece bem o lugar.

A fachada é simples, com azulejos azuis na parede. Duas aberturas da frente do estabelecimento permitem enxergar o interior do boteco rústico, com paredes de barro batido e tijolinhos.

O espaço é dividido em seis ambientes decorados com objetos antigos.

Espaço D’ Vêneta – foto: Dini Sant’ Anna

 

Provamos o tomate recheado com camarão. O prato faz parte do Festival Sobe e Desce, que inclui uma bebida chamada Ataléia, combinação de cachaça, gengibre, limão e melaço de cana.

D’ Venetta – Tomate recheado com camarão e o drink Ataléia, combinação de cachaça, gengibre, limão e melaço de cana – foto: Dini Sant’ Anna

 

Outras opções da casa são o arroz com frutos do mar e legumes e a maniçoba.

Nos chamaram a atenção as cervejas artesanais, artesanais mesmo, feitas ali no restaurante. São oito rótulos que sempre homenageiam algum personagem local. Vale a visita.

D’ Venetta – Cervejas artesanais feitas na casa – foto: Dini Sant’ Anna

 

Paraíso Tropical

 

Para finalizar o nosso roteiro gastronômico por Salvador,  fomos até o Paraíso Tropical, um dos restaurantes mais tradicionais da cidade que fica numa chácara, no bairro do Cabula.

O simpático proprietário e chef Beto Pimentel, está à frente da casa há mais de 30 anos e com muita poesia prepara os pratos que são servidos no restaurante, cercado pelo verde e de

um grande pomar de onde Beto encontra o diferencial para suas receitas.

O chef Beto Pimentel é a alegria em pessoa. Com 83 anos ele leva a sua vida com poesia. Na entrevista abaixo ele fala um pouco de como encara a vida.

Um bate papo com Beto Pimentel, chef e poeta do Paraíso Tropical! Esse é um dos restaurantes mais tradicionais de Salvador, tem um pomar com diversas frutas. O próprio Beto explica nesta entrevista a proposta do restaurante.

Publicado por TV Sommelier em Domingo, 15 de outubro de 2017

 

Como entrada,  o Siri mole ao alho e óleo, empanado na farinha de trigo ao molho de pimenta e limão.

O Camapolvo ao Paraíso, uma versão da tradicional moqueca. É preparada com os frutos e frutas encontrados ali, como: biri-biri, maturi, pitanga e outras variedades.

E para deixar o prato ainda mais leve, o óleo de dendê dá lugar ao próprio fruto da palmeira e a água de coco substitui o leite.

Moqueca de Camarão com polvo e siri catado. Além das frutas. As explicações por Beto Pimentel! #cooking#salvador #instafood #feriadao #foodart #gourmet #foodie #cuisine #gastronomy #finedinig #foodorgasm #delicius #wine #confortfoods

Publicado por TV Sommelier em Domingo, 15 de outubro de 2017

 

Destaque para esta “roska” de morango batido com a polpa e a água de coco.

Paraíso Tropical, Roska feita com morango, polpa e água de coco – Foto: Dini Sant’ Anna

O Paraíso Tropical foi premiado pelo Commanderie Des Cordons Bleus De France – maior escola de culinária do mundo – e eleito como melhor comida do Brasil pelo Guia 4 Rodas.

O restaurante de Beto Pimentel é uma parada obrigatória para quem aprecia a boa gastronomia.

Esperamos que este roteiro gastronômico ajude você a escolher boas opções em Salvador.

Até a próxima!!!

Compratilhe com seus amigos:

Comentários