Gastronomia

21/11/2017

Um jantar romântico no Restaurante Irajá, por Cecília Flesch e Renato Cunha!

A TV Sommelier vai contar para vocês a experiência do casal de jornalistas Renato Cunha e Cecília Flesch no Irajá Gastro. No dia primeiro de novembro, eles foram comemorar os 5 anos de casados no restaurante, a experiência foi tão bacana que a querida amiga Cecília Flesch escreveu uma matéria para a TV Sommelier.  Confira abaixo!

Uma noite memorável, com comidas sensacionais e uma bela harmonização de vinhos. Esse é o resumo do menu degustação do Irajá Gastrô, em Botafogo.

Liguei para alguns lugares, que já tinham me passado como referência, para ver qual teria o melhor custo-benefício. Era a comemoração de 5 anos de casada, queria uma experiência legal.

E o Irajá largou na frente já no atendimento. A pessoa que me atendeu foi muito solícita. Mais umas 4 ligações, liguei de volta para reservar. É preciso reservar com 24hs de antecedência.

Para quem ainda não foi lá, o ambiente é aconchegante, com música agradável e, repito, ótimos atendentes.

De cara, nos foram trazidas taças de espumante, para que a gente pudesse brindar a data.

Não anotei o nome das bebidas, uma pena. Mas foi uma seleção de espumante e vinhos nacionais e importados de excelente qualidade.

O primeiro prato foi uma entrada deliciosa chamada “churros de queijos brasileiros e ervas”.

Imagine um mix de queijos, processados juntos, enrolados em formato comprido e frito. 

E um aóili levíssimo pra acompanhar. Foi um ótimo começo.

Logo depois, um macaroon – sim, o tradicional doce francês – com coalhada e ovas de salmão.

Foto: Cecília Flesch

A mistura perfeita do doce, com o azedo e o salgado – que explode na boca, na hora certa.

Na sequência, mussarela de búfala, com morango, manjericão e sorbet de tomate, num prato.

Foto: Cecília Flesch

No outro, tartar de salmão com gomos de tangerina e katsuboshi – atum defumado e transformado em tempero. tradicional na culinária japonesa.

Frescor e e força em cada garfada.

Então, chegou à mesa a seguinte dupla: peixe prego num prato e guanciale no outro.

Foto: Cecília Flesch

O Prego é uma espécie de tubarão de águas profundas. É aquela carne firme e saborosa, que veio acompanhada de balsâmico cítrico e vinagrete de leite.

Foto: Cecília Flesch

Guanciale é um bacon não defumado, que vem da bochecha do porco. Foi curado, no restaurante, por 6 meses. Um sabor sensacional, enriquecido com creme e crocante de milho e um ovo estalado — com gema mole.

Depois veio a dupla mais FORTE da noite. E espetacular. Terra e mar unidos em perfeição.

De um lado, Fois Grais, com uma mousse de pudim de pão, redução de café e geleia de limão galego.

Foto: Cecília Flesch

Não sou fã de fois grais, mas que perfeição!

Do outro, vieira selada no molho de crustáceos, com batata fondant e alho poró.

Foto: Cecília Flesch

Acha que acabou?! Não! Tinha mais espaço para deliciosos frutos do mar.

Veio uma bela peça de namorado, com berinjela grelhada e um banha calda — molho italiano adaptado às ervas brasileiras.

Foto: Cecília Flesch

E uma cavaquinha no molho bisque, com palmito pupunha salteado na manteiga e maça verde.

ESCANDALOSO!!!

Foto: Cecília Flesch

Para a sobremesa, o já tradicional bolo de brigadeiro com calda de baunilha — que dispensa apresentações.

E um bolo de aipim, com espuma de doce de leite e flor sal, acompanhado de um sorvete de coco feito na casa. Outro absurdo de sabor.

Foto: Cecília Flesch

Acreditem: entre a última dupla e a sobremesa ainda ia vir mais um prato.

Mas o maître sentiu que ia ser demais. E ia mesmo.

Meu marido sentiu falta de mais carne vermelha entre as opções.

É, pode ser. Mas acho que poderia acabar sendo muito pesado. 

Nenhuma porção era grande. Sempre o suficiente para satisfazer o casal.

Pra quem não é muito chegado em bebida, recomendo fazer sem a harmonização.

Apesar de ser excelente, tem uma hora que você não aguenta mais beber…

O menu degustação, com harmonização (“all you can drink” — ele enchem sua taça de novo se você esvaziar), 2 águas e 1 café saiu por pouco mais de R$ 900,00 — com 10% incluso.

Sem a harmonização sairia em torno de R$ 600,00.

Recomendo demais a experiência. Foi sensacional.

Irajá Gastro 

Rua Conde de Irajá, 109 – Botafogo

Funcionamento:

Domingo a quinta – 12h às 23h

Sextas, Sábados e Feriados – 12 às 1h

Reservas:

2246-1395

Compratilhe com seus amigos:

Comentários